Volte ao SPIN

SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

quarta-feira, 27 de março de 2013

Visite o spin

Eu não estou precisando de visita e sim meu pai
Ontem nós conversamos ao telefone
Ele padece de uma extrema carência e quer voltar
Ele: Quero ir embora, não tem ninguém para conversar comigo
: Amanhã eu vou ai e a gente vai sair passear
;;;
Ah, talvez eu leve ele no Mutirama, spin recreadora, pessoa jurídica
Um parque infantil que fica aqui próximo
Foi lá que vi um gato com medo, ele subiu na árvore e foi subindo subindo subindo subindo até que o perdemos de vista
Spin misantropo
Medo
Agora sei, essa dor de cabeça deve ser este conjunto de coisas, tanta coisa por fazer ao mesmo tempo, meu pai spin carente precisando de atenção conversa diversão
Os códigos das relações sociais materiais estão ai para serem vividos
Sem essa de que pertenço a religião A ou B e por isso não posso
Como não podes?
Possa tudo, jamais deva
 apenas pode ele não deve
Não este poder que enebria Joaquim Barbosa, spin ministro, humano, não!!!
Nesta noite sonhei ou olhei ou fui Joaquim Barbosa dirigindo um carrão vermelho desses quadrados não entendo marca de carro exceto de fusca este porque quando cheguei da área rural para morar em Sambaiba- Rio Balsas fui tomado por intenso medo seguido de prantos descontrolados ao ver um fusca assustei-me com aqueles enormes olhos por isso diferencio dos demais
Outra situação de medo foi a travessia
Aquela canoa transportando um casal com seus 12 filhos e, ainda por cima, contendo sacos de arroz feijão panelas cadeiras 
Aquela água tentando entrar pelas bordas
Melhor esquecer
Outra situação de medo.,,,no momento esqueci
E de perigos que, no entanto não me despertaram medo foram vários tais como quando fui cometido por doenças enviadas por uma das forças que regem o universo, de entroncada a tifo passando por dengue com direito a desmaio tão logo sair do portão e seu eu morasse a sós teria morrido
E além disso as várias tentativas de morte desferidas por pessoas carregadas de ódio veneno
Mas nestas situações não tive medo, muito pelo contrário, fiquei tão calmo diante da morte ou inexistência que venci
A morte veio disfarçada de vida e, mesmo que dias antes tivesse sonhado com ela(a morte) chegando trajando um vestido contendo mil olhos como se fossem estrelas não levei isso em conta
Não fiquei atento aos sinais
E quase dancei

Nenhum comentário: